RH

O que há de novo na Gestão de Recursos Humanos?

1

Os últimos anos foram muito frutíferos para a área de Recursos Humanos. Batalhamos para ter uma posição mais próxima do negócio, nos tornamos mais respeitados e conseguimos discutir com as lideranças temas que antes eram de domínio do board e da gestão estratégica. Saímos do apêndice e nos tornamos essenciais para as empresas. É uma evolução importante. Mesmo que em muitas empresas o RH ainda não tenha assumido este posicionamento, o caminho foi aberto, é só questão de tempo.

Agora, estamos novamente diante de um impasse e discutindo os novos rumos da área de Recursos Humanos.

A proximidade com os novos modelos de negócio e as mudanças organizacionais cada vez mais constantes exige que as práticas de RH também sejam, na mesma velocidade, repensadas. Estamos em um momento de novas exigências.
Por exemplo, o processo de avaliação de desempenho, que foi o que mais se desenvolveu nos últimos anos, principalmente por se aproximar da gestão e da linguagem do negócio com suas ferramentas de avaliação e dados quantitativos, está sendo questionado.

E isso nos leva ao ponto essencial.

As empresas tem uma história, uma dinâmica e por isso podemos frequentemente olhar para o passado, pensar no presente e nos aproximar do futuro. É isso que fazemos constantemente através dos métodos de diagnóstico e estratégia. E o que a história tem a nos ensinar é que muitas vezes, revisitamos algo do passado, ou voltamos de modo cíclico a algumas questões que já haviam sido pensadas, mas que agora em um novo contexto, são revistas. É o movimento do ir e vir que fazemos como uma necessidade de retomar o caminho.

E qual é a necessidade agora? Por que os profissionais de RH precisam novamente repensar algumas de suas práticas? A necessidade é o ‘ser humano’. Nascemos desse olhar. A Escola de Relações Humanas tinha essa proposta, é a nossa base que com o tempo foi sendo modificada.

Não acredito que devemos retomar os mesmos modelos de antigamente, não existe isso nem do ponto de vista histórico, já que nosso olhar é outro; seria uma grande irresponsabilidade negligenciar aquilo que construímos. Os impactos e os ganhos da nossa aproximação com a estratégia foram excelentes, mas é hora de recuperarmos algo de nossa essência.

Como fazer isso?

Não é fácil, mas temos que assumir essa responsabilidade. Lembrem-se, não estou querendo dizer que olhar para o ser humano é nos considerarmos vítimas ou frágeis diante de um sistema e instituições. O olhar para o ser humano é compreender, agora com toda nossa evolução, como nos conectamos com os sentidos e os significados; é assumir responsabilidades sobre as influencias emocionais presentes nas relações; é ampliar as percepções sobre o que as pessoas estão nos dizendo sem dizer; é escutar, escutar e escutar. Boa parte do que é importante para reconhecermos o ser humano ou aquilo que é humano na empresa não é dito em reunião, não é falado nas pesquisas de clima, ou avaliações de desempenho, mas estão lá. É questão de treinar esse olhar e perceber o que as pessoas estão dizendo, sem dizer, sobre a empresa, sobre seus lideres, sobre o RH, sobre você.

Laura Marques Castelhano
Doutora (PhD) em Psicologia (bolsista Capes); mestre em Psicologia Social (bolsista do CNPQ) e graduada em Psicologia pela PUC-SP. Fez cursos de formação na França e Canadá. Carreira desenvolvida em uma consultoria francesa especializada em gestão de carreira e processos de reestruturação, inicialmente como consultora, coordenadora e depois diretora da área. Coordenação de atividades de pesquisa e desenvolvimento da ONG Amigos do Emprego. Atualmente é docente e pesquisadora em Gestão de carreira, Inteligência emocional e Gestão estratégica de Recursos Humanos. Tema atual de pesquisa: as emoções no trabalho. Orientadora de Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC).
Você pode gostar também
Gostaria de achar um novo emprego. O que devo fazer?
Ranking LinkedIn das “Empresas Mais Atraentes” no Brasil

Deixe um comentário

Seu comentário*

Seu Nome*
Seu Site/Blog

71f33840c522d02f10dbe907ef1c45a8rrrrrrrrrrrrrrrrr