Empreendedorismo Marketing & Vendas

Branding pode ser diferencial para sua nova empresa

0

Toda empresa, quando inicia suas atividades, tem como objetivo principal obter sucesso no mercado. Para que isso seja possível, o empreendedor traça diversas outras metas e planejamentos que irão conduzir a esse objetivo macro. Nesse aspecto, a gestão da marca pode funcionar como um guia, auxiliando os gestores a identificarem estratégias mais adequadas de acordo com o modelo de negócios.

Você sabe o que é o Branding e como ele pode ser aplicado nas empresas, contribuindo para que o negócio se mantenha competitivo no mercado? Pois é sobre ele que trataremos no nosso post de hoje. Se quer saber mais, continue acompanhando e aprenda como ele pode ser diferencial — e benéfico à sua empresa!

Afinal, o que é Branding?

O Branding nada mais é do que a gestão da marca. Ele é o conjunto de estratégias que contribuem para o posicionamento e fortalecimento de uma marca no mercado. Essas estratégias envolvem o conhecimento do público-alvo e a conquista de seu engajamento pela marca, o conhecimento dos concorrentes e, até mesmo, como os processos internos são executados.

Como ele pode ser aplicado nas empresas?

Vamos abordar os pontos citados no tópico anterior: conhecimento e engajamento do público-alvo, estudo dos concorrentes e ambiente interno.

Público-alvo

O primeiro passo para estabelecer estratégias eficazes de fortalecimento no mercado é identificar quem é o público-alvo de seus produtos ou serviço, ou seja, quem são os clientes, qual é seu perfil e quem precisa ser conquistado. Com a identificação do público-alvo, as empresas podem direcionar melhor suas campanhas, publicidades e comunicação com essas pessoas, o que faz com que o alcance seja maior e mais eficaz.

Engajamento dos clientes

A definição de uma logomarca e um slogan que sejam marcantes e se tornem referência para a marca são partes fundamentais do processo de Branding. São eles que trazem o reconhecimento da empresa e motivam os clientes a comprarem.

Contudo, o que empresas como Apple, Amazon e Netflix tem em comum? Além da logo reconhecida, que muitas vezes vende o produto por si, essas empresas buscam motivar seus clientes, quer seja através de diferenciais nos produtos, através do relacionamento, ou de qualquer outro aspecto que envolve a relação de consumo.

Esse talvez seja o aspecto central das estratégias de Branding, pois sabemos que consumidores satisfeitos acabam se tornando divulgadores e vendedores em potencial.

Estudo da concorrência

Para conseguir se destacar no mercado, as empresas precisam saber como ele funciona. E, para tal, é essencial conhecer seus concorrentes e sua estratégia de atuação. Isso pode ser feito por meio da análise de quais são as principais reclamações e elogios dos clientes dessas empresas com relação a seus produtos, serviços e relacionamento.

Os pontos identificados podem servir para realizar um comparativo com os processos de sua empresa e avaliar quais são as principais oportunidades de melhoria. Por exemplo: se os clientes da concorrência reclamam do serviço de entregas que é demorado, você pode tentar encontrar fornecedores que pratiquem prazos menores e oferecer isso como um diferencial para conquistar esses clientes.

Ambiente interno

Até o momento destacamos, em grande parte, análises que envolvem o ambiente externo da empresa — mercado, público, concorrência. Contudo, o estudo do ambiente interno da empresa também é essencial para a estratégia de fortalecimento da marca. Isso porque faz toda a diferença ter colaboradores motivados e engajados com os objetivos do negócio.

Portanto, a análise dos processos internos, a preocupação com a qualidade e a implementação de melhorias contínuas contribuem para que seu produto ou serviço sejam entregues da melhor forma possível, buscando satisfazer as necessidades dos clientes e até mesmo superando suas expectativas.

Se uma empresa deseja se fortalecer no mercado, ela precisa criar ações que façam com que sua marca seja forte no mercado — sendo esse o papel principal do Branding. Porém, como podemos ver, ao contrário do que muita gente pensa, a gestão da marca não atua apenas com a criação de logos e slogans, ela trabalha a imagem da empresa no mercado, criando estratégias que abordem desde a melhoria de processos, até o relacionamento com os clientes e público-alvo.

O que você achou do Branding? Avistou possibilidades de melhoria de sua marca com a adoção dele? Compartilhe através dos comentários sua opinião. Curta também nossa página Mercado Executivo no Facebook e fique por dentro de novidades!

Alessandro Temperini
Diretor de criação, gestor de conteúdo web e comerciante virtual.
Você pode gostar também
Quais os documentos necessários para montar uma empresa em casa?
Conhecendo o Método Harvard de Negociação

Deixe um comentário

Seu comentário*

Seu Nome*
Seu Site/Blog

722fe4cd453254b52cc76d87f433c96c++++++++++++++++++++++++++